eduardomorais00@gmail.com

 

Eduardo Morais é um activo promotor cultural

Trabalhando sobre as dificuldades na profissionalização do sector até à electrónica académica dos 70s, tende a dedicar interesse à música que normalmente não tem muita atenção, e realizou dezenas de documentários e séries sobre a cronologia musical em Portugal. 

Actualmente faz promoção discográfica e agenciamento para artistas nacionais e produção para internacionais. Ao mesmo tempo escreve para publicações, discos e actuações, trabalhando com diversos equipamentos culturais e entidades institucionais.

 

Estreou-se no cinema com a realização de “Meio Metro de Pedra”, um filme pivotal sobre a música eléctrica que ainda hoje é matéria de estudo em aulas por todo o país; retratou o radialista António Sérgio em “Uivo”, alcançando 4000 espectadores em sala; e desde 2015 produziu “Tecla Tónica”, séries documentais para a Antena 3 e outros filmes, tendo entrevistado mais de uma centena de artistas nacionais.

Enquanto produtor cinematográfico, desenhou digressões comercialmente bem sucedidas em centenas de equipamentos culturais pelo país.

 

É fundador do projeto UNHA - Auxiliar Musical, onde gere um consultório virtual de apoio à música independente, enquanto se desdobra em serviços de promoção discográfica e agenciamento, destacando-se o seu trabalho com o galardoado compositor Armando Teixeira, a lendária Sun Ra Arkestra, Brian Jackson — parceiro do poeta Gil Scott-Heron — ou o trompetista Luís Vicente e a multi-instrumentista Rita Braga.

 

Enquanto promotor cultural, desenhou parcerias e patrocínios com diferentes entidades, autarquias e universidades como a Jameson Irish Whiskey, C.M.L., Baía do Tejo, FLUP, C.M. Caldas da Rainha, Super Bock, etc.

Foi gestor de comunicação da sala de espectáculos Sabotage Club e assina textos para o site Rimas e Batidas e inner-sleeves de discos.

É radialista residente na ROOT Radio em Istambul e responsável pelas compilações Costa Nova, merecedoras de destaque pela BBC6, que resgataram o passado dançante português a toda uma nova geração além-fronteiras.

Eduardo Morais is a cultural freelance. Digging into subjects from the ups and downs of music-living to the academic electronics of the 70s, he dedicate special interest into music that usually does not have much attention.
His debut with music documentaries happened in 2010 with “Meio Metro de Pedra”, a pivotal film about the chronology of electric music that is still a subject of study in classes across the country; he then celebrated broadcaster António “portuguese John Peel” Sérgio in “Uivo”, reaching 4000 spectators; and since 2015 produced “Tecla Tónica” and three documentary series for public broadcast channel Antena 3.
Eduardo has interviewed more than a hundred musicians and always screened his films in hundreds of cultural spaces across the country on several commercially successful tours.
As a founder of project unha.pt he runs a DIY virtual consulting on music matters and also does PR and booking artists from Sun Ra Arkestra and Gil Scott-Heron’s sidekick Brian Jackson, to Lisbon’s trumpetist Luis Vicente of sci-fi synth duos like Hidden Horse or Knok Knok.
He was the communication manager for Sabotage Club venue and still is a resident DJ at ROOT Radio in Istanbul and a freelance writer for website Rimas e Batidas and several inner-notes for records.
He has also part of the incógnito duo who compiled the super sucessfull compilations Costa Nova - Atlantic Soul/Funk and Disco/Boogie Gems from Portugal.

BIO